Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/03 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/03 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/03 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/03 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/03 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/03 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/03 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/03 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

EUA: Trump celebra 100 dias de governo sob protestos

media Trump celebra 100 dias de mandato em discurso na Pensilvânia REUTERS/Carlo Allegri

O presidente americano, Donald Trump, comemorou neste sábado (29) os 100 primeiros dias de seu governo. Diante de uma multidão de partidários em Harrisburg, na Pensilvânia, ele fez uma lista de suas principais ações como chefe de estado e declarou que há “grandes batalhas pela frente”.

Trump fez um discurso entusiasmado, no estilo dos comícios de sua campanha. Segundo o presidente americano, agora "é preciso se preparar para as grandes batalhas que vierem e que venceremos toda vez".

O presidente americano destacou várias promessas “que foram cumpridas”. Entre elas, a confirmação pelo Senado de seu candidato, o juiz conservador Neil Gorsuch, à Suprema Corte, a retirada dos Estados Unidos do acordo comercial Trans-Pacífico, um mercado acionário em alta e a flexibilização das regulamentações para a exploração de fontes de energia.

De acordo com Trump, os primeiros 100 dias da sua administração foram simplesmente “os mais bem-sucedidos de toda a história dos Estados Unidos”. Mas apesar do discurso empolgado, o presidente americano tem tido dificuldades para concretizar suas promessas de campanha. Uma delas é a abolição da reforma da saúde implantada por Barack Obama, conhecida como Obamacare, bloqueada no Congresso.

Durante a campanha, Trump também prometeu a expulsão de mais de 11 milhões de imigrantes em situação irregular, independentemente de sua situação familiar, e a construção de um muro na fronteira com o México. O financiamento do muro precisou ser retirado esta semana de um projeto de lei orçamentária para evitar a paralisia do governo federal.

Reforma migratória 

Desde que chegou à Casa Branca, Trump também assinou dezenas de decretos sobre questões migratórias ou para reverter as medidas da Presidência de Barack Obama sobre a indústria ou o meio ambiente. Uma das medidas mais polêmicas foi a proibição da entrada nos Estados Unidos de cidadãos de vários países de maioria muçulmana. Esta proibição foi bloqueada duas vezes pela Justiça.A oposição democrata descreve o princípio do seu mandato como um "desastre".

Protestos

Na capital, Washington, e em Nova York, na costa leste americana, dezenas de milhares de pessoas foram às ruas contra o governo Trump e sua polêmica política ambiental, considerada como um retrocesso.

Milhares de manifestantes em Nova York organizaram uma marcha sob o lema "100 Dias de Fracasso" do governo republicano. Neste sábado, um editorial do The New York Times, intitulado "100 Dias do barulho de Donald Trump", criticou a ignorância da política e das questões legislativas do presidente e advertiu para o risco que correm as instituições americanas.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.