Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 19/03 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/03 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 19/03 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/03 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/03 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/03 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/03 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/03 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Secretário de Habitação dos EUA gera polêmica ao chamar escravos de imigrantes

media Ben Carson, secretário de Habitação dos EUA, compara escravos a imigrantes REUTERS/Joshua Roberts TPX IMAGES OF THE DAY

O secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano dos Estados Unidos, Ben Carson, o único negro do novo governo, gerou polêmica na segunda-feira (6) ao afirmar que os escravos também eram imigrantes que tinham um "sonho" americano.

"Isso é os Estados Unidos: uma terra de sonhos e oportunidades", disse Carson durante um discurso para funcionários do departamento de Habitação, no mesmo dia em que o presidente Donald Trump adotou um novo decreto para proibir a entrada de imigrantes no país.

"Houve outros imigrantes que vieram para cá no fundo de navios negreiros, que inclusive trabalharam por mais tempo, mais duro e por menos", acrescentou. "Mas eles também tinham o sonho de que seus filhos, suas filhas, seus netos, suas netas, seus bisnetos, suas bisnetas, pudessem encontrar riqueza e felicidade nesta terra."

"Imigrantes?", reagiu no Twitter a Associação Nacional para as Pessoas de Cor (NAACP). "Os comentários de Carson são trágicos, chocantes e inaceitáveis", afirmou o centro Anne Frank dos Estados Unidos, museu em memória da menina judia alemã que morreu em um campo de concentração nazista em 1945.

"Não, senhor Carson, os escravos não emigraram para os Estados Unidos. Foram trazidos para cá violentamente, contra sua vontade, e viveram aqui privados de liberdade", acrescentou o centro.

"Interpretação cínica"

Para o departamento de Habitação, as numerosas reações às declarações de Carson obedecem a uma "interpretação cínica" do que foi dito. "Ninguém acredita, sinceramente, que ele coloque no mesmo nível a imigração e a servidão involuntária".

Carson, neurocirurgião aposentado, que foi rival de Trump nas eleições primárias do Partido Republicano, já fez declarações polêmicas no passado.

Em 2013, Carson afirmou que a reforma do sistema de saúde conhecida como Obamacare era "a pior coisa que havia acontecido ao país desde a escravidão".
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.