Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/05 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 25/05 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 25/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/05 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Trump critica Marcha das Mulheres pelo Twitter

media A Marcha das Mulheres, em Washington. ©REUTERS/Bryan Woolston

O presidente norte-americano, Donald Trump, usou o Twitter neste domingo (22) para criticar as milhões de pessoas que saíram às ruas em todo os Estados Unidos para protestar contra ele no sábado, incluindo as celebridades que participaram.

"Assisti aos protestos de ontem, mas tenho a impressão de que acabamos de fazer uma eleição! Por que essas pessoas não votaram?", tuitou.

Mais de dois milhões de pessoas inundaram cidades americanas no sábado em protestos liderados por mulheres que se opõem a Trump, por temerem que ele promova um retrocesso nos seus direitos, nos de imigrantes e de outras minorias.

A escala dos protestos de massa, que também aconteceram ao redor do mundo, destacam a profundidade da resistência à antiga estrela de reality show, dois dias depois de ele ter assumido o cargo de presidente com um índice de aprovação de apenas 37%.

Madonna fez aparição surpresa

A diva pop Madonna fez uma aparição não programada no protesto de Washington, juntando-se às centenas de milhares de manifestantes que se uniram pelos direitos das mulheres em desafio a Trump.

Outras celebridades também estiveram presente na manifestação, como as atrizes Scarlett Johansson, Ashley Judd e America Ferrera, o cineasta Michael Moore e o ícone feminista Gloria Steinem.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.