Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Cultura

Trump tem dificuldades para confirmar artistas para a posse

media Elton John foi um dos muitos artistas que recusaram convite de Trump. RFI / Edmond Sadaka

A uma semana da posse do novo presidente dos EUA, Donald Trump, a imprensa especula sobre os artistas que vão participar do evento. Até agora, o principal nome confirmado é de Jackie Evancho, cantora que ficou famosa ao ganhar um concurso de talento na televisão em 2010, quando tinha dez anos.

Durante a campanha presidencial, o bilionário desdenhou de personalidades que apoiavam políticos. Trump declarou que não precisava de Jay Z ou Beyoncé para atrair multidões, como fez a oponente Hillary Clinton, em comício. Agora muitos fazem questão de dizer publicamente que recusaram o convite do novo presidente, que, segundo o site The Wrap, ficou irritado e deu bronca no comitê de organização.

Já Barack Obama teve a honra de abrir o baile de posse, em 2009, com Michelle nos braços, ao som de Beyoncé, que fez uma versão ao vivo de “At Last”, de Etta James. A lista de convidados teve Aretha Franklin, Stevie Wonder, Jay Z, Mariah Carey, Alicia Keys e muitos outros. Quatro anos depois, entre os artistas estavam Beyoncé, Kelly Clarkson e James Tayler.

Até "amigos" declinam convite

O cantor lírico Andrea Bocelli, programado inicialmente para fazer um dueto com Jackie Evancho, acabou anunciando oficialmente que não ia mais participar. Elton John também foi cogitado, mas o artista inglês, que ajudou Clinton a angariar doações, foi rápido a dar sua negativa.

Até supostos “bons amigos”, como Kanye West, informaram que não vão participar das festividades. Outro que mudou de ideia foi a estrela country Garth Brooks

A cantora clássica Charlotte Church não se fez de rogada e recusou pelo Twitter: “Uma simples busca na internet pode mostrar que eu acho que você é um tirano”. Ela acrescentou vários emojis de excrementos. A lista de artistas que fazem questão de não festejar Trump vai longe: Céline Dion, Kiss, Cher e muitos outros comediantes e astros americanos.

Já o DJ Moby impôs uma condição pelo Instagram: ele se apresentaria se Trump mostrasse sua declaração de renda, uma referência a uma reportagem do New York Times afirmando que o bilionário não teria prestado conta ao Fisco nos últimos 18 anos.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.