Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Furacão Odile perde força no México, mas autoridades permanecem em alerta

media Imagem de satélite do furacãoOdile que atingiu região turística do México. REUTERS/NASA

O furacão Odile, que chegou a ser classificado de “muito perigoso” pelas autoridades mexicanas, perdeu força nesta segunda-feira (15). Os especialistas em meteorologia rebaixaram o fenômeno para o nível 2 em uma escala cujo nível máximo é 5.

No final de semana, o furação Odile assustou moradores e turistas que estavam perto da cidade mexicana de Los Cabos, um tradicional balneário na costa oeste do país. Com ventos de até 205 km/h, a tempestade obrigou pelo menos 26 mil turistas estrangeiros e 4 mil mexicanos a se refugiarem em hotéis.

Por causa do mau tempo, a eletricidade foi cortada para previnir acidentes e as escolas tiveram que fechar as portas. Ontem à noite, o aeroporto internacional na cidade também teve que suspender as operações.

Abrigos de emergência

No total, 164 abrigos foram disponibilizados para as pessoas que estavam nas zonas costeiras nas cidades de Los Cabos e La Paz, localizadas no Estado de Baixa Califórnia Sul. Até o momento, nenhuma vítima fatal foi registrada.

Na madrugada desta segunda-feira, pelo menos 6 mil moradores deixaram suas casas e seguiram para os abrigos ou para as residências de familiares localizadas fora do perímetro de passagem do furacão.
David Korenfeld, diretor da Comissão Nacional da Água (CONAGUA), advertiu que o furacão poderia provocar ondas de até 10 metros de altura, o que provocaria deslizamentos de terra e vários tornados na península da Baixa Califórnia. Nos próximos dias, porém, a tendência é de perda de intensidade.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.