Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Marco Zero recebe restos mortais de vítimas não identificadas dos atentados de 11/09

media Marco Zero, em Nova York, onde ficavam as Torres Gêmeas, atacadas em 11/09/01. REUTERS/Gary Hershorn

Milhares de restos mortais não identificados de vítimas dos atentados de 11 de setembro de 2001, em Nova York, foram transferidos neste sábado (10), em uma cerimônia discreta, para o Marco Zero, o local onde ficavam as Torres Gêmeas, transformado agora em memorial e museu.

A transferência aconteceu com um cortejo discreto de 15 veículos, que partiu da sede do Instituto Médico Legal de Nova York, na zona leste de Manhattan, até a região de Wall Street. Carros da polícia, dos bombeiros e da Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey integraram o cortejo.

Os restos mortais foram transportados em "caixas metálicas retangulares para traslados militares, envolvidas pela bandeira americana", disse à Agência France Presse o porta-voz da polícia, Carlos Nievas.

A transferência foi criticada por algumas famílias de vítimas, que consideraram um "insulto" que os possíveis restos mortais de parentes tenham sido colocados em um espaço sob o local dos ataques que deixaram quase três mil mortos em 11/09/01.

40% das vimas não foram identificadas

Das 2.753 pessoas declaradas desaparecidas no World Trade Center (WTC), 1.115 não foram identificadas, o que representa quase 40% do total, segundo as autoridades de Nova York.

O governo recuperou 21.906 restos mortais na área dos atentados, mas 7.930 não coincidiram com nenhuma das mostras de DNA fornecidas por familiares das vítimas.

O local de descanso dos restos mortais das vítimas fica a 20 metros de profundidade e o público não terá acesso.

O Museu do 11/9 abrirá ao público no dia 21 de maio, mas as autoridade estabeleceram um "período de homenagem" de cinco dias, de 15 a 20 de maio, dedicado a, entre outros, familiares de vítimas dos atentados, trabalhadores e equipes de emergência do WTC, assim com aos sobreviventes.

O novo WTC inclui cinco torres, o memorial e museu, um centro de transportes público, quase 550.000 metros quadrados para lojas e um centro de artes.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.