Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 26/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 26/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 26/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 26/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 26/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 26/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Estados Unidos se preparam para tempestade de neve histórica

media Tempestade de neve atinge o sudeste dos Estados Unidos. REUTERS/Chris Keane

As escolas dos estados de Washington e Maryland estão fechadas nesta quinta-feira (13), por medida de precaução. Na capital americana, a camada de neve pode chegar a 30 centímetros, segundo previsões dos meteorologistas. O mau tempo perturba o tráfego aéreo e provoca o cancelamento de centenas de voos no leste dos Estados Unidos.

A tempestade de neve começou a branquear as ruas de Washington na noite desta quarta-feira, depois de ter atravessado o sudeste do país deixando milhares de casas sem eletricidade. Na capital americana, a camada de neve pode chegar a 30 centímetros nesta quinta-feira, segundo previsões dos meteorologistas. As escolas de Washington assim como do estado vizinho de Maryland estarão fechadas hoje. Até sessões no Senado americano foram canceladas.

Estado de emergência

O presidente Barack Obama decretou estado de emergência em 45 condados de dois estados, Geórgia e Carolina do Sul, no sudeste dos Estados Unidos. A medida foi adotada para permitir que os serviços do governo federal possam dar assistência à população. Nesses dois estados foram registradas fortes nevascas, que bloquearam estradas e deixaram mais de 370 mil casas sem energia elétrica até o final da tarde de ontem.

O presidente americano informou que um centro de coordenação nacional instalado em Washington vai trabalhar para garantir a distribuição de geradores de energia, comida, água e cobertores para os necessitados.

Segundo especialistas, a atual tempestade pode ser a maior de um inverno que já castigou diversas regiões do país. Duas semanas atrás, a Geórgia já tinha sofrido com uma forte nevasca que obrigou estudantes a dormir nas escolas. As ruas cobertas de neve ficaram perigosas para o transporte escolar. As autoridades locais foram muito criticadas na gestão dos problemas provocados pela neve.

Voos cancelados

Devido ao mau tempo, mais de 7 mil voos foram cancelados no país e outros 4.100 voos poderão ser cancelados nesta quinta-feira. 

O Serviço Nacional de Meteorologia alertou para uma espécie de bloco gigantesco acompanhado de correntes de ar frio vindo do Ártico que deve se instalar na região leste dos Estados Unidos. O fenômeno deve criar uma tempestade glacial que poderá paralisar vários estados. Alertas sobre tornados também foram lançados na Flórida, devido ao encontro dessa massa de ar polar com a massa de ar quente que vem dos trópicos.

A economia americana já reflete os efeitos deste inverno rigoroso. Observa-se uma diminuição das ofertas de emprego e alta nos preços do petróleo usado no aquecimento das casas.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.