Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Estados Unidos homenageiam vítimas de 11 de setembro

media Obama fez nesta quarta-feira um minuto de silêncion em homenagem às vítimas dos atentados de 11/9. Reuters

O presidente americano Barack Obama afirmou nesta quarta-feira, 11 de setembro de 2013, que os Estados Unidos “ainda sofrem” doze anos após os atentados de 11 de setembro. Comemorações em Nova York e Washington marcaram a data e homenagearam as quase três mil vítimas dos atentados organizados pela rede Al Qaeda.

Obama participou da cerimônia organizada no Pentágono, em Washington, alvo de um dos quatro aviões desviados pelos terroristas da Al Qaeda. O presidente lembrou que quase três mil inocentes morreram nos atentados e que o país ainda sofre com essas perdas. Ele também pediu que os Estados Unidos “encontrem forças para enfrentar as ameaças persistentes” e disse que o governo “continua vigilante para defender o território”.

Pouco antes do discurso, Obama depositou uma coroa de flores brancas no monumento em homenagem às 184 vítimas do atentado contra o Pentágono. No início da manhã, na hora exata que o primeiro avião se chocou contra uma das torres do World Trade Center, em Nova York, Obama fez um minuto de silêncio nos jardins da Casa Branca. Ele estava acompanhado da mulher Michelle, do vice-presidente Joe Biden e sua mulher.

Em Nova York, os parentes das vítimas se reuniram mais uma vez no Marco Zero. O ex-prefeito da cidade, Rudolph Giuliani, chorou durante a cerimônia que também começou com um minuto de silêncio em homenagem às vítimas.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.