Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

EUA querem reforçar comércio com a América Latina, diz Obama

media O presidente Barack Obama durante visita à Costa Rica nesta sexta-feira Foto: Reuters

Em seu programa semanal transmitido neste sábado, e gravado durante sua visita ao México, o presidente Barack Obama disse que pretende reforçar o comércio com a América Latina e aposta na reforma da imigração para aumentar o crescimento econômico. O presidente encerra seu giro pela região neste sábado, na Costa Rica.

Segundo o presidente americano, a América Latina representa uma oportunidade para os Estados Unidos, e é essencial para atingir o principal objetivo de seu governo: a criação de empregos para a classe média. "Uma das melhoras maneiras de fazer com que nossa economia cresça é vender mais bens e serviços americanos ao resto do planeta, e isso inclui nossos vizinhos do Sul", declarou.

Mais de 40% das exportações americanas são destinadas ao continente americano, e elas progridem mais rapidamente, segundo o presidente americano, do que o comércio com o resto do mundo. O aprofundamento das relações econômicas e comerciais com os países da região é visto, desta maneira, como uma prioridade para os Estados Unidos.

No México, Obama também falou sobre a reforma da imigração que será implementada pelo governo americano. O projeto de lei, apresentado no Senado, deve facilitar o acesso à cidadania a cerca de 11 milhões de pessoas que vivem nos Estados Unidos, e também deverá modernizar o sistema. Segundo o presidente americano, o objetivo é ‘’reunir famílias, atrair investidores e engenheiros altamente qualificados que possam contribuir à criação de empregos e a relançar a economia.’’

Depois de passar pelo México, Obama chegou nesta sexta-feira à Costa Rica, última etapa de sua visita à região, onde se encontrou com os sete dirigentes da América Central e da República Dominicana para um jantar de trabalho. Neste sábado ele participa de uma palestra sobre desenvolvimento e economia, e volta para Washington à noite.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.