Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 14/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 14/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 14/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 14/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
África

Ataques do Boko Haram continuam na Nigéria

media Uma série de ataques do grupo Boko Haram têm acontecido na Nigéria neste mês de junho. Pelo menos 30 pessoas morreram em um atentado no último domingo (17) à noite. REUTERS/Ahmed Kingimi

Depois do atentato realizado por três homens-bomba do grupo radical islâmico Boko Haram na noite do último domingo (16), o grupo voltou a atacar no final da segunda-feira (17). Desta vez foram ao menos 15 soldados que perderam a vida em uma base militar no nordeste do país. O local fica na periferia da cidade de Gajiram, a 80km de Maiduguri, capital do estado de Borno, área conhecida como reduto do Boko Haram.

As informações sobre esse ataque vieram de fontes anônimas do exército nigeriano. Segundo uma delas, 15 corpos foram encontrados em uma operação de busca e resgate, mas este número ainda pode subir visto que vários soldados ainda estão desaparecidos.

No ataque à base os terroristas teriam ainda roubado veículos e armas. Segundo relatos de moradores, depois de deixar a base militar os jihadistas foram para a cidade de Gajiram, onde pilharam lojas e atiraram para cima, obrigando os habitantes a ficarem em suas casas ou fugirem do local.

Pelo menos três ataque só em junho

No último ano, o número de ataques do grupo ligado ao Estado islâmico na Nigéria aumentou. Desde o começo deste mês de junho já são pelo menos três atentados. Eles miram principalmente alvos das forças armadas e símbolos do Estado.

Na noite de domingo (16), também na região nordeste do país africano, pelo menos 30 pessoas morreram num atentado, cometido por três homens-bomba em um local onde dezenas de pessoas assistiam a um jogo de futebol na localidade de Kondunga, a quase 40 km de Maiduguri. Este foi o ataque mais violento cometido nos últimos meses na Nigéria pelo grupo insurgente extremista. O ataque também deixou 40 feridos.

Essa nova onde de atentados acontece dez anos depois da insurreição do Boko Haram de 2009, quando 27 mil pessoas morreram nos ataques e em confrontos do grupo com o exército nigeriano. Além disso 1,8 milhão de pessoas ficaram sem moradia por conta deste conflito.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.