Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 26/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 26/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 26/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/09 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 23/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 23/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
África

Correspondente da RFI em Burkina Faso relata ataques terroristas em Uagadugu

media Coluna de fumaça após explosão no centro da capital de Burkina Faso, Uagadugu, nesta sexta-feira (2). Ahmed OUOBA / AFP

A capital do Burkina Faso foi alvo de um ataque terrorista na manhã desta sexta-feira (2). De acordo com as últimas informações, o atentado visou a embaixada da França e o Estado-Maior das Forças Armadas. 

Fábia Belém, correspondente da RFI em Uagadugu

As informações ainda são desencontradas, mas, segundo relatos de testemunhas, a ação dos terroristas teria começado por volta das 10h em Uagadugu, capital do Burkina Faso (7h em Brasília). De acordo com um comunicado do governo burquinabê, foram dois ataques coordenados: um contra a embaixada da França e outro contra a sede das Forças Armadas.

No total, sete membros das forças de segurança morreram. Outras 50 pessoas ficaram feridas. O governo burquinabê abriu um centro médico de emergência no Estádio Municipal de Uagadugu para socorrer as vítimas.

As autoridades garantem que o ataque contra a embaixada francesa foi frustrado. Os terroristas tentaram, mas não teriam conseguido entrar no prédio; quatro dele teriam sido abatidos. 

A situação na embaixada foi controlada no início da tarde, segundo o ministro das Relações Exteriores da França, Jean Yves le Drian. Já o ataque ao Estado Maior das Forças Armadas continua. Forças de segurança do país trabalham no local.

Brasileiros em Uagadugu

Além de calma, o governo burquinabê pede que a população evite circular na região dos ataques. A Embaixada do Brasil em Uagadugu divulgou uma mensagem no Facebook pedindo aos brasileiros que não frequentem o centro da capital. Mas a própria nota salienta que muitas das informações divulgadas sobre o ataque neste momento são imprecisas.

O Ministério Público de Paris declarou que abriu investigação por tentativa de assassinatos terroristas. De acordo com o governo da França, não há franceses entre as vítimas dos atentados.

Ataques de 2016 e 2017

Em agosto do ano passado um ataque terrorista a um café situado no centro de Uagadugu deixou 18 mortos. No ano anterior, em janeiro de 2016, terroristas ligados à al-Qaeda atacaram um hotel e um café, também na capital do Burkina Faso, matando 30 pessoas de 18 nacionalidades diferentes. 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.