Ouvir Baixar Podcast
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/05 09h30 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 25/05 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/05 09h33 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 25/05 09h36 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/05 09h57 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/05 15h00 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/05 15h06 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/05 15h27 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Madonna convida artista cearense para pintar hospital no Malauí

Madonna convida artista cearense para pintar hospital no Malauí
 
O artista Wanderson Petrova. Arquivo Pessoal

A vida de Wanderson Petrova, artista da pequena cidade de Crato, no interior do Ceará, deu uma reviravolta desde que a rainha do pop Madonna cruzou seu caminho. Tudo começou quando ele pintou a cantora e postou nas redes sociais: “Tem um muro aqui perto de casa onde todo mundo joga muito lixo. Fiquei pensando durante semanas o que eu poderia fazer nele. Então assisti um clipe da Madonna e vi a mensagem de reconstrução, união e amor que ela quis passar e decidi colocar aquela imagem”, conta o artista.

 Amanda Lourenço, correspondente da RFI Brasil na África do Sul

“Pensei que com tal força de expressão, as pessoas vão pensar muito bem antes de jogar lixo no muro. Eu só não sabia que dois dias depois de pintar a própria Madonna iria ver e reproduzir nas redes sociais dela”, explica Petrova. Foram dois trabalhos do cearense que Madonna postou em seu Instagram, acompanhado de elogios.

Desde então a vida do artista brasileiro virou de cabeça para baixo. Além da fama repentina que ganhou, Petrova também foi convidado para pintar um mural em um hospital infantil do Malaui, a pedido da Raising Malawi, associação criada por Madonna para combater a pobreza infantil no país africano. O hospital Mercy James será a primeira unidade com UTI cirúrgica para crianças no Malaui e deve ser inaugurado ainda este ano. Petrova deve viajar para a África em algumas semanas e diz estar ansioso para fazer parte do projeto.

“Acompanho a Raising Malawi há um tempo e eles têm um trabalho fantástico. Acho incrível a vitalidade das pessoas da África, a alegria, persistência e a força. Vai ser um prazer enorme, vou dar o meu melhor para a pintura do Mercy James e para as crianças de lá”, afirma Petrova.

O Malauí, localizado no interior do leste africano é duas vezes menor do que o estado de São Paulo e considerado um dos países mais pobres do mundo - cerca de três quartos da população vivem abaixo da linha de pobreza. É também o recordista em dívidas públicas em relação ao PIB, principalmente por causa da corrupção.

O laço de Madonna com o país africano vai além da Raising Malauí: a cantora adotou duas crianças de lá e está no processo para adotar mais duas. Na terça-feira, a justiça do país confirmou a autorização para ela adotar "duas crianças" que são as meninas gêmeas de quatro anos, Esther e Stella.
 


Sobre o mesmo assunto

  • Brasil-África

    Grupo de brasileiras ajuda moradores de rua na África do Sul

    Saiba mais

  • Brasil-África

    Ser negro ajudou brasileiro a estrelar balé na África do Sul

    Saiba mais

  • Brasil-África

    Crise leva brasileiros a optar pela África do Sul para aprender inglês

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.