Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 26/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 26/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 26/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/09 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 24/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 24/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
África

Camarões vence o Egito de virada e leva Copa Africana de Nações

media Equipe de Camarões comemora o quinto título conquistado na Copa Africana de Nações (CAN) neste domingo (5). RFI/Pierre René-Worms

Diante de um estádio quase lotado em Libreville, no Gabão, a equipe do Camarões bateu neste domingo (5) o Egito por 2 a 1 e venceu a Copa Africana de Nações (CAN). Esse foi o quinto título da competição conquistado pelos camaroneses.

Milhares de gaboneses, egípcios e camaroneses se reuniram no Estádio da Amizade neste domingo para acompanhar a final da CAN. Quase 38 mil torcedores acompanharam a disputa.

Os "Faraós", como são chamados os jogadores da seleção egípcia, chegaram a abrir o placar com gol de Mohamed Elneny, aos 22 minutos do primeiro tempo. Os camaroneses começaram a reação aos 14 minutos do segundo tempo, com um gol de Nicolas Nkoulou. Em um belo lance individual, Vincent Aboubakar virou e fechou o placar, a apenas dois minutos do apito final.

Vitória inesperada

Apesar de não estar entre as seleções favoritas da CAN, devido às várias ausências dos principais jogadores do país, a jovem e inexperiente equipe camaronesa foi crescendo durante a competição. Os "Leões Indomáveis", como são chamados os camaroneses, começaram mal, classificando-se na segunda colocação do Grupo A, que contava com Burkina Fasso, Guiné-Bissau e Gabão. Nas quartas de final, Camarões eliminou o Senegal nos pênaltis. Nas semifinais, a seleção camaronesa ainda bateu Gana por 2 a zero.

A vitória dos "Leões Indomáveis", sob comando do técnico belga Hugo Broos, teve sabor de vingança, já que a equipe foi derrotada em duas finais pelo Egito, em 1986 e 2008. Com a vitória, os camaroneses também ganharam o direito de representar o continente na próxima Copa das Confederações, que será realizada de 17 de junho a 2 de julho na Rússia.

Os "Faraós" eram os favoritos da CAN; a equipe treinada pelo argentino Héctor Cúper liderou invicto a chave com Gana, Mali e Uganda, e passou sem grandes dificuldades por Marrocos e Burkina Fasso. Apesar de este ser o quinto título dos camaroneses na CAN, o Egito ainda é o país que mais acumula títulos no torneio, sete no total.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.