Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 18/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 18/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 18/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 18/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 16/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 16/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
África

Eleição de bispo evangélico no Rio surpreende imprensa internacional

media Marcelo Crivella se elegeu para a prefeitura do Rio de Janeiro no domingo (30). REUTERS/Ricardo Moraes

Os resultados das eleições municipais do Brasil tiveram forte repercussão internacional. Os principais jornais europeus e americanos desta segunda-feira (31) deram destaque especial para a eleição do bispo evangélico Marcelo Crivella à prefeitura do Rio.

Para o jornal americano The Wall Street Journal, Crivella conseguiu bater seu rival Marcelo Freixo, do PSOL, "pintando uma imagem de radical" do candidato, em um momento em que a população está cansada da esquerda. O diário entrevistou um analista político especializado em Brasil, Marcos Pinto, que ressalta que a eleição do bispo evangélico demonstra "o clima de desespero" entre os eleitores cariocas, cansados de candidatos de partidos tradicionais.

Para o jornal britânico The Guardian, a eleição de Crivella é a prova do crescimento do conservadorismo religioso na política brasileira, enquanto a esquerda protagonizou uma grande derrota. O diário também fala da alta abstenção registrada, apesar da obrigatoriedade do voto. "Desgostosos com as revelações da Lava Jato, e cansados de uma prolongada recessão, eleitores de todo o país mostraram seu descontentamento com todo o sistema político. Houve recorde de votos brancos e nulos e muitas pessoas se recusaram a votar", publica.

O diário espanhol El País indica que a maioria dos 50 milhões de eleitores que votaram no bispo evangélico vêm da camada mais pobre e menos instruída da população carioca. Freixo contou com o apoio das classes mais ricas e com mais estudos, além dos mais jovens. Para o jornal, a chegada de Crivella à prefeitura "é uma vitória sem precedentes para os evangélicos, cujo número de fiéis aumentou em 61% entre 2000 e 2010".

Já o português Público chama o bispo de "moralista" e diz que Crivella tem ideias polêmicas sobre o dever da submissão da mulher ao homem e sobre a homossexualidade, que considera uma “conduta maligna". "Começou a vida profissional como engenheiro civil e fez carreira como cantor gospel, com três albuns publicados. Foi eleito para o Senado pela primeira vez em 2002 e chegou a ser ministro das Pescas de Dilma Roussef, tendo ajudado a fundar o Partido Republicano Brasileiro, pelo qual se candidatou e venceu agora a Prefeitura, aos 59 anos", descreve o jornal.

"Hecatombe" do Partido dos Trabalhadores

Com o título "Derrota da esquerda, um evangélico prefeito do Rio", o jornal francês La Croix acredita que este segundo turno das eleições municipais no Brasil acentua a virada à direita do primeiro turno, confirmando a "hecatombe" do Partido dos Trabalhadores. O jornal católico destaca que o PT não conquistou nesta segunda etapa das eleições nenhuma capital, e que nem Dilma nem Lula votaram no domingo.

Quanto ao embate no Rio de Janeiro, entre Crivella e Freixo, o diário católico descreve uma luta da "Igreja contra o socialismo".

O jornal Le Monde também destaca a "eleição para a prefeitura do Rio de um evangélico que diabolizava, há alguns anos, católicos e homossexuais". Além disso, lembra o alto índice da abstenção no pleito brasileiro, "mesmo levando em consideração o voto obrigatório".

O site da revista L'Express destacou ainda trechos do discurso de vitória de Crivella, em Bangu, zona norte da capital: "Nós temos quatro anos para construir o Rio dos nossos senhos", diz o texto, afirmando que o novo prefeito agradeceu na ocasião a Igreja Católica e "todas as outras religiões" e criticou a "campanha difamatória de alguns veículos de imprensa". "Seu tio", lembra L'Express, "o polêmico bispo Edir Macedo, que fundou a Igreja Universal do Reino de Deus em 1997 é o proprietário da TV Record, a segunda rede de televisão do Brasil depois da Globo".

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.