Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
África

Autoridades militares da Guiné-Bissau admitem tentativa de golpe de Estado

media Carlos Gomes Júnior, primeiro-ministro guineense, recebeu protecção angolana e está a ser contestado pela oposição. FOTO: ONU

O Chefe de Estado maior general das forças armadas guineenses, António Indjai, apresentou nesta quinta-feira alegadas provas da tentativa de um golpe de Estado. Os detidos já receberam entretanto a visita, nomeadamente, da Liga dos direitos humanos que está preocupada com as condições de detenção dos suspeitos.

A hierarquia militar mostrou à imprensa armas apreendidas em casas dos subúrbios de Bissau no que teria sido uma tentativa de derrubar o governo de Carlos Gomes Júnior.

Dois dos militares detidos naquela intentona afirmaram aos jornalistas que a sublevação militar de 26 de Dezembro passado visava colocar Roberto Ferreira Cacheu, deputado do PAIGC, como primeiro-ministro, em substituição de Carlos Gomes Júnior.

Também o actual número um dos militares deveria, pois, ser derrubado e substituído pelo general Watma Na Lai, antigo Chefe de Estado maior do exército.

Mussá Baldé, correspondente em Bissau, faz-nos o rescaldo do dia.

Mussá Baldé 29/12/2011 Ouvir

Entretanto vários organismos, incluindo a Liga guineense de direitos humanos visitaram os detidos tidos como suspeitos de envolvimento na tentativa de alteração da ordem constitucional.

Luís Vaz Martins, presidente da Liga, afirmou a sua preocupação pelo estado de detenção dos presos.

Luís Vaz Martins 29/12/2011 Ouvir

Angola tem vindo a ser criticada por ter dado protecção ao primeiro-ministro Carlos Gomes Júnior pela perseguição que o governo teria alegadamente fomentado a opositores do regime.

Georges Chikoti, ministro angolano das relações exteriores, entrevistado por Liliana Henriques, alega que a atitude de Angola foi de carácter humanitário.

 

Georges Chikoti 29/12/2011 Ouvir

 
O tempo de conexão expirou.