Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Geral

David Luiz e Thiago Silva são aclamados como heróis da classificação do PSG

media David Luiz foi um dos destaques da vitória do PSG no empate de 2 a 2 contra o Chelsea nesta quarta-feira (11). PSG Reuters / Stefan Wermuth Livepic

Heróicos, magníficos, mágicos: estes foram os principais adjetivos usados pela imprensa francesa para se referir aos jogadores do Paris Saint-Germain. Com um homem a menos, o clube parisiense eliminou o Chelsea na noite desta quarta-feira (12) e avançou para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Os elogios se concentram principalmente em dois jogadores: os brasileiros David Luiz e Thiago Silva, que marcaram os dois gols da classificação do PSG.

Estampada com a foto do capitão Thiago Silva, visivelmente emocionado ao marcar o segundo gol do PSG, e que garantiu a classificação do time, o L'Équipe escolheu uma palavra em sua manchete para resumir o espírito dos jogadores: heróicos. "O time parisiense se classificou porque foi mais forte que o Chelsea, mesmo com um a menos em campo", escreve o diário, ao se referir à expulsão de Ibrahimovic, aos 31 minutos, por jogada violenta em Oscar. "Foi uma noite mágica, incrível, heróica, que deverá colocar o Paris Saint-Germain no círculo restrito das equipes mais respeitadas da Europa", segue o diário esportivo.

L'Équipe ainda trouxe um artigo com o título: "David Luiz, este herói". A imagem da comemoração de seu gol de cabeça, a 4 minutos do fim da partida, que garantiu o empate no tempo normal e levou o time à prorrogação, será um das imagens fortes de uma noite inesquecível.

Segundo L'Équipe, seu retorno a Starmford Bridge, o estádio que conhece tão bem por ter defendido o Chelsea na temporada passada, permitiu a David Luiz mostrar a seus companheiros o caminho a seguir pelo PSG, em um jogo sensacional. "Sem ele, o Paris Saint-Germain não teria chegado onde chegou", resume o diário esportivo que deu nota 9 ao jogador pela partida de ontem, a maior da equipe.

Marco na história europeia

"Uma proeza imensa, improvável, inesquecível, impensável", escreveu o diário gratuito 20 minutes, ilustrando sua manchete com a comemoração emocionada de David Luiz, após seu gol de cabeça. A partida contra o Chelsea é um marco na história europeia do clube, afirma o tabloide.

Foi preciso ser forte para superar tantos obstáculos, a começar pelo juiz, que expulsou Ibrahimovic logo no início da partida, e poderia ter sido mais clemente no lance em que Thiago Silva tocou discretamente a mão na bola, resultando no pênalti para o segundo gol do Chelsea. Mas nada disso desestimulou a equipe tão bem armada pelo treinador Laurent Blanc, que dominou e acuou o time inglês mesmo com um a menos em campo.

PSG mágico

Outro tabloide gratuito, o Metro, também diz que o "PSG é mágico". Ao final de um jogo completamente louco, com prorrogação, o PSG arrancou sua classificação com 10 em campo. E graças a dois brasileiros, David Luiz e Thiago Silva. Sobre o capitão, Metro diz que, ironicamente, Thiago Silva, melhor em campo e grande herói da conquista, por pouco não foi o vilão devido à falha no lance em que seu toque de mão virou pênalti convertido por Eden Hazard.

O jornal também lembra que o técnico do Chelsea, José Mourinho, foi muito hábil na véspera da partida ao colocar pressão sobre o juiz Bjorn Kuipers, que mudou o panorama de uma partida equilibrada até a expulsão de Ibrahimovic. Com um a menos em campo, o Chelsea tinha certeza de que iria vencer, escreve Metro. "Essa classificação milagrosa teremos que contar aos nossos netos", diz o tablóide gratuito.

Primeira grande conquista

Outros jornais destacaram uma primeira grande conquista desde que o Catar assumiu o clube. Le Figaro afirma que a conquista do PSG em Londres foi brilhante e o time parisiense atingiu, enfim, um outro nível no cenário futebolístico europeu. A história vai registrar que foi no gramado do Chelsea que o Paris Saint-Germain escreveu a mais bela página, até agora, de sua recente história desde que um Fundo de Investimentos do Catar assumiu a direção do clube.

O jornal Libération faz a mesma análise, afirmando que ao derrotar o Chelsea e colocar José Mourinho de joelhos em Stamford Bridge, o PSG conseguiu sua primeira grande façanha desde que o Catar comprou o clube, em 2011. Para o Libé, o PSG, que no ano passado também ficou entre os oito melhores da Europa, agora pode continuar a sonhar com o maior objetivo fixado pelos ricos proprietários do clube: ser campeão da Liga dos Campeões da Europa.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.